domingo, 1 de setembro de 2013

Caixão hi-tech toca músicas em looping para playlist pós-morte



Veja mais fotos aqui.

Batizado como The CataCombo Sound System, o caixão custa a bagatela R$ 62 mil e foi inventado por Fredrik Hjelmquist, que vive em Estocolmo, na Suécia. “Só porque você está morto, não quer dizer que deve ser privado de poder ouvir as melhores músicas da sua vida. Algumas pessoas acreditam que uma bela melodia pode ir além dos nossos sentidos. Agora você pode esperar nada menos do que o conforto divino e celeste para ouvir seus sons preferidos”, divulga o inventor.
Os parentes ainda podem enviar músicas ao finado querido por meio de um aplicativo, além de contar com um sistema touch screen instalado na lápide no cemitério, onde a playlist pode ser alterada e por onde as baterias são recarregadas – o caixão funciona por uma fonte elétrica e está ligado ao túmulo por uma rede sem fio e também tem conexão à internet 4G!
Conforme explica a reportagem do “Daily Mail”, a música chega ao caixão por meio de alto-falantes e todo um sistema super tecnológico, feito especialmente para se encaixar na urna, que também conta com refrigeração externa para não sobreaquecer o aparelho.
Segundo o inventor do caixão hi-tech, o hi-fi é a maior paixão de sua vida e, por isso, decidiu levar isso ao túmulo. “As pessoas na Suécia são muito solenes com a morte, eu queria dar-lhes algo para rir. Eu sempre tive muito medo da morte e queria aliviar um pouco isso”, explicou.
Fredrik tem 48 anos e disse já ter reservado um caixão musical para si, mas que sua esposa não gosta nadinha de olhar para a mórbida invenção. Ele afirma que já teve o interesse de uma funerária local para comercializar o produto e acredita que vai ser um sucesso.